sábado, agosto 14, 2010

Nietzsche e a Educação

Olá amigos

Mais um belo lançamento para todos aqueles que admiram Nietzsche e/ou se interessam pela temática da educação.

CapaFrente Foi lançado o livro pela Editora IMED e organizado pelo Dr.Altair Alberto Fávero, Mestre em Filosofia (PUCRS), Doutor em Educação (UFRGS), Professor e Pesquisador do Curso de Filosofia e do Mestrado em Educação – UPF.

O objetivo deste livro é propor leituras e perspectivas sobre Nietzsche e a educação. Independentemente de como se posicionam, essas leituras são, antes de tudo, provocativas de autores que encaram o desafio de dialogar com Nietzsche sem ser muitas vezes ouvidos por ele, esse arauto da Filosofia com “F” maiúsculo, que se dignou a pensar além da negação da negação, ou seja, a pensar a criação.
O livro constitui-se de dois grandes momentos: no primeiro, reunimos textos que abordam diferentes temáticas do pensamento de Nietzsche; no segundo, textos que tratam, de forma mais pontual, da relação entre Nietzsche e a educação.

O livro pode ser adquirido por apensa R$ 21,00 através do telefone (54)3581-3459 ou através dos e-mails: favero@upf.br; altairfavero@gmail.com; fran-sk8@hotmail.com

Vale a pena pessoal!

SUMÁRIO DO LIVRO

1. Sobre o devir em Nietzsche: uma provocativa

Clenio Lago

2. Nietzsche e o trágico

Valmor Luiz Oselame

3. Pessimismo e arte na cultura: o dionisíaco e o apolíneo em O nascimento da tragédia, de Nietzsche

Altair Alberto Fávero

4. A gênese da consciência moral: uma leitura em Nietzsche

Alcemira Maria Fávero

5. O ataque ao sujeito metafísico: algumas relações com a noção moderna de infância

Vilmar Alves Pereira

6. O professor Nietzsche e a educação

Elenilton Neukamp

7. O trágico no processo educativo

Clenio Lago

8. A dimensão trágica da sala de aula

Lúcia Schneider Hardt

9. Nietzsche: crítica e transvaloração da educação

Nadja Hermann

10. Nietzsche e a reafirmação da vida: contribuições póstumas para a educação Amarildo Luiz Trevisan

Catia Piccolo Viero Devechi

quarta-feira, agosto 04, 2010

Rasteira certeira de Ahmanidejad

lula_ahmadinejad_webCada vez eu fico entendendo menos o que o Presidente Lula está querendo em manter relações de “amizade” com um fascista como Mahamoud Ahmanidejad. Ok, sabemos das pretensões do presidente quando a uma cadeira na ONU, as pretensões quando a possibilidade de ser aquele que conseguiu estabelecer relações de paz com um país que desafia o mundo todo.

Lula-pe Mas, será que o Sr. Presidende não consegue enxergar que está realizando um marketing oposto, dando um verdadeiro “tiro no pé”, e sujando sua imagem chamando este fascista de “amigo Ahmanidejab”? A que custo a ambição do Sr. Presidente pode chegar para atingir seus objetivos?

Ahmanidejad continua enriquecendo Urânio e, devido da interferência do Presidente Lula, está ganhando tempo diante da ONU. Logo será capaz de amedrontar seriamente o mundo, não mais com ameças levianas, mas com uma ameaça real.

Ora, se Ahmanidejad não foi capaz, sequer, de ceder o mínimo de sua posição, ao negar veementemente ao apelo do Lula de Sintonia-759917extradição da mulher condenada a morte por apedrejamento, chamando, inclusive, nosso presidente de “emotivo” e “mal-informado” quanto aos detalhes da condenação, o que esperar, então, de posições politicamente mais complexas?

Certamente, continuo sem entender o estranho fascínio que “Evos”, “Fidéis”, “Chaves” e “Ahmanidejads” da vida exercem sobre nosso presdiente.

On-Line Translator