terça-feira, novembro 16, 2010

Entre testículos e textículos vamos vivendo e aprendendo!

Guilherme Fauque

portugues1 A língua portuguesa é mesmo riquíssima! E nos prega cada peça! Estava conversando com um amigo, um rapaz muito culto, e lhe dei um pequeno texto meu para ler.

Ele leu, me devolveu e de repente me deu um elogio prá lá de estranho:

- Guilherme! Gostei muito do teu textículo!

Gaúcho da fronteira como sou, dei dois passos para trás e quase puxei meu facão!

- Opa! Que é isso companheiro! Tá me estranhando? Não te aproximes que te capo!
gaucho

Ele me olhou supreso, levantou os braços na defensiva e falou:

- Calma! Não é o que tu estás pensando! Textículo é um texto pequeno, como o que tu escreveste.

- Dá onde tu tiraste isso?

- Tá no dicionário, ué!

Como bom filósofo gaudério respondi de pronto:

- Duvide-o-dó!

- Espera!

Abriu a pasta e tirou um monstro de um dicionário… não me pergunte porque ele andava com um dicionário destes na pasta… e lá estava o textículo (com “x”), ou seja, um pequeno texto.

Não é que era verdade! E eu que quase dei um faconaço nos testículos do coitado!

nietzsche-caricatura - Mas bah, chê! Como é que eu nunca vi o Frederico falar este termo! (O Frederico é o tal do Nietzsche, é claro… aquele que tinha um bigode prá lá de gaudério)

E saí pensativo… pois nunca pensei que ia andar com meus textículos na mão…

2 comentários:

Rodrigo Rocha disse...

Guilherme passei para conhecer seu blog ele é not°10, show, muito maneiro, fantástico com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom

Guilherme R. Fauque disse...

Obrigado! Fico feliz que tenha gostado.

On-Line Translator