domingo, junho 06, 2010

DESAFIOS

DESAFIOS

Guilherme Fauque

sumo-kid1 Certa vez Sócrates, grande filósofo grego, disse que uma vida sem reflexão não merece ser vivida. O mesmo diríamos de uma vida sem desafios. Os desafios são a dinâmica da vida e a todo momento temos que enfrentá-los. Desde os primeiros contatos com outros seres sentimos-nos desafiados a abandonar uma posição comoda e interagir, aprendendo a ceder espaço quando tudo o que queremos é manter atenção em nós. Aliás, dizem alguns pensadores, que a própria concepção já foi o primeiro e grande desafio que enfrentamos, ao vencermos a corrida dos espermatozódes na fecundação do óvulo.

De qualquer forma, os desafios são uma constante em nossas vidas e dão a ela um tempero especial. A conquista nos impulsiona, a derrota nos ensina; no entanto, sempre avançamos, nunca estagnamos. Saber encarar estes desafios com confiança, temperança e coragem, nos faz seres humanos melhores.

SumoKid_450x532Ora, compreendemos que os desafios nos fortificam e calejam nosso corpo e nosso espírito, nos tornando seres humanos que buscam as virtudes para o crescimento pessoal e da humanidade. O verdadeiro artista marcial estende a mão ao companheiro, pois sabe que ninguém caminha por esta vida sozinho, afinal, vivemos em sociedade e nela encontramos os desafios que nos impulsionam a buscar a felicidade. Ser compassivo e equilibrado no claustro de um monastério, ou no topo do Himalaia, é simples, desafiante mesmo é ser compassivo e equilibrado em meio ao caos urbano de uma cidade grande, no trânsito caótico da hora do rush...

wresting_whos_the_strongest Os desejos e as paixões movimentam nosso eu como um barquinho em meio a um mar revolto, nos levando hora para cá, hora para lá. Por isso, Baruch Spinoza, grande pensador moderno, dizia que somos naturalmente “seres apaixonados”, ou seja, somos movidos pelas paixões. Algumas destas paixões nos puxam para baixo, para situações desagradáveis, outras nos puxam para cima, para situações virtuosas. Estas últimas ele chamou de afecções. Tanto um quanto o outro não nos deixam viver na estagnação, mas nos apresentam constantes desafios que dão sentido a nossa vida e nos movimentam neste mar revolto que é a vida. E o maior de todos os desafio está em aprendermos a viver movimentando-nos em direção a perfeição da Natureza, transformando nossas paixões em afecções, ou seja, vivendo de forma a buscarmos as virtudes das paixões positivas (afecções) para sermos pessoas felizes e realizadas.

Por isso, não nos deixemos esmaecer perante os desafios, não fujamos destes. Mas, os enfrentemos com a consciência de eles são necessários e desejáveis para a nossa vida.

2 comentários:

HANNA disse...

achei o texto sobre desafios muito interessante....Frente a um deles não dá para ficar impassivel mesmo.Tentar superar serve como parametro sobre o quanto estamos preparados para vencer ou pelo menos conviver com os que por alguma razão nos derrotaram.
Acredito que estamos permanentemente em competiçãAfinal somos produto de uma competição acirrada entre permatozoides.
dificilmente concordamos com o lema : O importante é competir....
Todos queremos na competição é ganhar mesmo.... Como não é possivel vamos nos educando e refletindo para aceitar as derrotas e nos consolando com a aprendizagem bem dolorida por sinal

Aton disse...

Realmente Hanna. Boa sua reflexão!

Obrigado!

On-Line Translator